quarta-feira, 25 de julho de 2012

A alma que chora


Quando a alma chora, chove!
Uma tempestade de lágrimas
Abrem-se valas...
Tudo é levado. Tudo é arrastado.
Tudo é levado embora,
Tudo se renova
A vida segue seu curso.

Nenhum comentário: