quarta-feira, 25 de julho de 2012

A alma que chora


Quando a alma chora, chove!
Uma tempestade de lágrimas
Abrem-se valas...
Tudo é levado. Tudo é arrastado.
Tudo é levado embora,
Tudo se renova
A vida segue seu curso.

terça-feira, 10 de julho de 2012

A Alma tem fome


 O que alimenta o corpo não é o mesmo   que alimenta a alma.

Conhece-se  os sintomas e os limites  do corpo.

Frio, calor;  fome, saciedade; dor e prazer.

O corpo tem fome múltipla; a alma também.

Navegar é preciso! Conhecer as necessidades e limites da alma, também.

Corpo e alma. Dois mundos abrigando muitos  mundos.

Dois mundos abrigando anjos e demônios.

Dois mundos unidos, mas  ao mesmo tempo separados.

Dois mundos sempre famintos.

Viagem



Tentei viajar.  
Atrapalhei-me  com os múltiplos caminhos à minha frente.
Confuso, fiquei onde estava.
“Não consegui sair do chão”
 Quem   sabe amanhã  encontre o caminho certo e assim, consiga  viajar.