domingo, 29 de maio de 2011

A Alma e o Corpo



Sabemos, mais ou menos, de onde viemos,  mas não sabemos para onde vamos...A junção de duas células durante o encontro de dois corpos numa noite,  nem sempre,  de amor, ou num tubo de ensaio de algum laboratório provoca  a explosão de onde brota a vida.   

Milhares, milhões  de anos de história genética;  mutações, adaptações  se juntam  e dão origem ao que convencionamos chamar  de humano.

Ao encontro dessas células  agrega-se o desconhecido, o imperscrutável , “a cereja do bolo”  que nos proporciona a condição de humanos: a alma, o espírito.

 Corpo e alma, alma e espírito num só “ambiente”, num só composto; um vivendo no outro até o corpo,   castigado pelo tempo fenecer ou ser humanamente  destruído.  A inevitável  separação acontece; um volta à condição originária de pó;  o outro,  acredita-se,  inicia sua jornada rumo ao desconhecido.

Um comentário:

Raimunda Caetano disse...

Meu amigo!
vou lhe indicar um trecho da palavra do senhor que faz a delcaração direta de onde viemos, leia:
"então o senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego de vida ; e o homem se tornou um ser vivente"(Gênesis2;7)
"Não pertube o coração de vocês ,creiam em Deus; creiam também em mim.Na casa de meu Pai há muitas moradas"(joão14:1-3) é só crer fique na paz do criador.