domingo, 2 de dezembro de 2012

Insano



A prisão quente do teu sexo me deixa,    por uns instantes, insano.
Me liberto.
Saúdo a liberdade.
vibro,
adormeço,
sonho.
Não consigo largar você...
Volto com a certeza de que é ali que quero ficar.

Nenhum comentário: