quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

O que é bom volta ao coração


Respiro,
Sinto o cheiro.
Uma palavra puxa outra
se não escrever, enlouqueço e logo esqueço.
  na sequencia o vácuo .
Segundos sem  criação e 
uma  pequena  pausa para   não cair nas muitas   tentações.
Não há motivo para preocupação.
O que é bom  sempre  volta ao coração.
Respiro profundo para explorar o mundo, protegido num cofre lá no  fundo.
Longe, bem longe,  quero chegar,  bem longe quero ir,  
tocar em tudo que  me permitir e, assim, traduzir  o meu inquieto sentir.
Uma venda escurece o olhar

Lembranças ancestrais tocadas são, mas de lá, daquele canto escuro, dele não conseguem  desapegar , não.

Nenhum comentário: