domingo, 27 de março de 2011

EU, novo poema de Ana Paula Frazão

....

Te Desejava Ardentemente


Procurava desesperadamente

Sem te encontrar

Dor dilacerava meu peito

Continuei em tua busca

nas festas, nos amigos, nas ruas

nas alegrias, nos desejos, no mundo

em lugares luxuosos e nas esquinas

no tempo, na ansiedade....

Nada

Por onde tu andas?

Meu desejo de tê-lo

Fez-me cair no desalento

Desnorteada, amedrontada...

De mim sai um grito ao CRIADOR

O medo transformou-se em esperança

A Fé consolou a impaciência

Continuei em tua busca

nos sorrisos, na inocência

na pureza, na alegria, na VIDA

nos olhares, nas lágrimas, nos corações

Me deparei com um sentimento 

com a verdade e com próximo.

Próximo? amparei e dei-lhe a mão

Me ocupei, me Apaixonei...AMEI

E sem perceber

Não sentia mais a vontade de te encontrar

Ao ver meu reflexo

Vi que comigo já moravas........FELICIDADE!

.

Nenhum comentário: