domingo, 24 de abril de 2011

"POEMANDO"


Pedaços

No tempo, no vento, nas idas e vindas...

No choro, no riso, no sangue, no ar,

Sempre, no todo, um pouco muito de você.

Um pouco de mim

Um tiquinho de ti

E, o que era verbo virou carne.



Agricultando

Quem planta colhe! Quem planta cedo colhe cedo, quem planta tarde, colhe tarde; todavia, que não planta nada, nada terá a colher.

Reciprocidade

Aquele beijo atrai meu beijo, aquele abraço atrai meu abraço, aquele riso atrai meu sorriso, aquele bom dia atrai, e motiva o meu bom dia, aquela raiva atrai minha raiva, aquela vingança atrai minha vigança ; aquela esperança atrai minha esperança; a esperança de uma sociedade mais justa e fraterna.





 

Nenhum comentário: